quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Palavras Não Ditas

 
É madrugada e eu fico só
Calada a pensar,
Escrevo tudo que penso
Aprendo a poetizar.
Não quero repetir
As palavras já escritas,
Deixo então a alma
Dizer palavras
Ainda não ditas.
No silencio da noite
Estão todos dormindo
É a hora que gosto
Para escrever o que sinto
O sono vai embora
Sozinha eu quero ficar
À noite é o momento
Para minha mente
Descansar.
Não tem dinheiro que paga
Um momento de solidão,
Gosto mesmo  é de estar só,
Pondo em ordem
Meu coração.

Um comentário: